sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Mais importante que o destino é a jornada.

Essa frase (o título) tem me chamado muito a atenção. Parece ter sido tirada de um daquele livros de auto-ajuda que existe por aí. E apesar de não ser fãaa do gênero, eu concordo que é uma frase profunda e bonita. Faz um grande sentido, e coincidência ou não, ouvi de duas pessoas distintas na mesma semana a mesma frase! Me fez pensar se não estou desvalorizando um pouco os passos de agora, me fixando demais no futuro. Acho que devo prestar mais atenção.
Na aula de português, foi proposta uma atividade onde faríamos uma carta para a família da Eloá (sim, sim ;/), então citei a frase mais uma vez. Porque, bom, fiquei pensando na história da garota, em tudo que aconteceu, e não só nela, mas em todos os desfechos tristes que vemos por aí ou que presenciamos de perto. De repente me dei conta que são nessas situações que devemos valorizar muito mais, se possível completamente, a jornada percorrida, afinal são as nossas marcas boas e ruins que vão ficar pelo caminho. Acho que isso é que vale mesmo a pena, muito mais que o destino.

3 comentários:

Claudia disse...

Imagine só se a jornada não fosse inportante...concerteza o destino não era esse esperado. Mas no caminho ficaram os fatos que realmente foram importantes, infelizmente um desses fatos traçou o destino dela.

japa. disse...

É verdade professora.
Eu nem quis ler muito sobre o assunto. Agora a mídia vasculha cada fato da vida dela e da família, como se fosse um arquivo pra todo mundo ler. Não quero fazer parte disso. Cada um no seu quadrado ;p

Carol disse...

Nossa, muiito legal! - mais importante que o destino é a jornada, Com certeza! :)