quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Unwritten(três pontinhos...)

Unwritten, Natasha Bedingfield

Em Branco

Eu estou em branco, não posso ler minha mente, eu sou indefinida
Estou apenas começando, a caneta está em minha mão

Terminando o não planejado

Encarando a página em branco a sua frente

Abra a janela suja
Deixe o sol iluminar as palavras que você não pôde achar

Tentando alcançar algo a distância

Tão próximo que você quase pode provar

Liberte suas inibições

Sinta a chuva na sua pele

Ninguém pode senti-la por você

Somente você pode deixá-la entrar

Ninguém mais, ninguém mais

Pode dizer as palavras em seus lábios

Se molhe em palavras não ditas
Viva sua vida com braços abertos

Hoje é o dia em que seu livro começa

O resto ainda está em branco

Oh, oh
, eu quebro tradições, algumas vezes minhas tentativas, são fora dos limites
Nós fomos condicionados a não cometer erros

Mas eu não posso viver desse jeito

3 comentários:

Claudia M. F. disse...

Que show, muito bom!
Olha só, eu vou escrever um livro...

japa. disse...

;D

"Hoje é o dia em que seu livro começa, o resto ainda está em branco!"

Mas é sério!? ;*

japa. disse...

Ah é, eu quero ler antes de todo mundo, Êee ego!HAHA