terça-feira, 4 de março de 2008

O Pequeno Príncipe.




O livro antigo de páginas amareladas,presenteado no ano de 1986,lido,relido até chegar as minhas mãos,pequenas mãos,de seis ou sete anos.Eu li tão devagar,na minha pré-escolaridade,onde tudo é novidade tal letra com tal letra dá tal palavra,tudo lindo.


É engraçado quando você lê uma coisa mais de uma vez,você muda ou fortalece o que você leu antes.E ele,esse principezinho,loiro,baixinho,na cauda do cometa,no universo a vaguear,me ensinou isso logo na primeira página.





"Um chapéu?Não,uma jibóia digerindo um elefante".


É isso,temos que olhar mais que uma vez as situações das nossas vidas,da vida do mundo,das coisas do mundo,os nossos sentimentos,as nossos pensamentos...Nem tudo fica claro quando se olha apenas uma vez.E até uma criança tem mais imaginação,mais percepção dos que os adultos,como ele (principezinho) diz: "têm necessidade de explicações".Quando não se tem nada a explicar,é só observar mais e perceber:"O essencial é invisível aos olhos".E basta.


*ps.:essa semana ele foi resgatado de minhas lembranças,e eu fiquei muito feliz de ter lembrado.

3 comentários:

lalita disse...

na minha opinião, o pequeno príncipe é um dos livros mais lindos já escrito. por coincidência, eu li a copia da minha mãe de novo, faz um mês, por ai. também tem as paginas amareladas, de tão velhinho, mas o bom dos livros é exatamente isso, eu acho, essa coisa antiga, histórica, que me deixa ainda mais maravilhada. pelas minhas contas ja devo ter lido tipo umas vinte vezes nos últimos dez anos, SÉRIO. hahaha.

Jr L disse...

Acredita que eu nunca lí? é a segunda pessoa que me fala bem dele eum um curto espaço de tempo. Lerei.

Abraços ;-)

amanda japa disse...

É Jr!

é lindo esse livro,eu recomendo (Y)

beijoos :*