sexta-feira, 25 de julho de 2008

Fútil?Eu não.

Não sou fã de ir ao supermercado.Passo meses sem ir com meus pais, não porque eu tenha preguiça de ajudar na hora da compra, aliás sou eu quem arruma a bendita (bendita mesmo, tanta gente nesse país passa fome) no armário.Mas semana passada eu fui e presenciei um momento "sem noção" de uma senhora de uns 40 e poucos anos, fiquei decepcionada tanto com ela quanto com o estabelecimento.
Bom, a história é a seguinte: essa senhora de uns 40 e poucos anos, estava na fila do mesmo caixa que eu e minha família.Levava umas 15 garrafas d'agua no carrinho que ela pilotava com um casaco de couro com o emblema da Ferrari, brega por sinal.A mulher era aquelas peruas loiras, e visivelmente sem um pingo de noção, afogada em um mar de futilidade.Tudo bem, existe aquela frase: "e daí?eu to pagando!". Meu, dane-se o casaco Ferrari dela e a compra que ela fez, mas 15 garrafas d'água, de plástico, pra mim é um desperdicio.O que mais me deixou irritada, foi o fato dela pegar uma sacola (de plástico) para cada mardita garrafa d'água que comprou.Aí eu olhei para os meus pais que seguravam uma caixa de papelão com a nossa compra (para evitar o uso das sacolinhas, minha mãe comprou aquela sacola de feira,de pano, mas como fomos desprevenidos, pegamos uma caixa de papelão) e pensei junto com eles:"pra que?".Minhas vontade foi perguntar à senhora dos 40 e poucos anos, porque não levava várias das garrafas em uma sacola, mas não perguntei.Percebi que ela estava fazendo aquilo meio que de pirraça, porque deve ter percebido minha cara de irritada quando vi tanto desperdicio e quando perguntei a caixa:"esse estabelecimento não oferece sacolas retornáveis?" e a caixa, mais sonsa que a mulher:"não, acho que tem um modelo la na frente". e eu:"poderia divulgar mais, quem sabe mais pessoas aderem ao hábito?" e caixa-sonsa deu aquele sorriso amarelo.

Meu irmão tem 5 anos de idade, eu quero que ele tenha um mundo menos poluído ou no mínimo habitável quando ele tiver a minha idade ou a dos meus pais.E essa senhora dos 40 e poucos anos o que será que ela quer deixar de lembrança para os filhos dos filhos dela?!Eu espero que mude com o tempo a atitude dos "sem-noção", porque o mundo dos filhos deles, dos parentes que seja, será o mesmo para os meus, e eu espero que seja um mundo melhor,como eu disse, no mínimo habitável.

2 comentários:

Ariana disse...

Nossa, muito bom as coisas que você escreve :O
Essa da senhora foi no mínimo revoltante, ela deve vender plástico pra indústria de reciclagem depois, deve tá falida pra usar um casaco de couro da ferrari hoje :S
hahahaha
Seria bom, não?
Beijo moça, vou ler os outros posts.

Luiz E. disse...

Situações estranhas e tristes acontecem em todo lugar.Supermercado é um exemplo, mas vejo situações mais tristes no dia-a-dia.

A sacolinha de mercado, que existem há anos é muito POP.Vai ser difícil e demorado a nova se popularizar.Tudo leva tempo.Igual ao DVD, logo vai sair de cena, e o BlueRay vai entrar no lugar.Mas peraí, por enquanto não é nada barato ter um BlueRay...Então tudo vai aos poucos.

E eu gosto de jogar lixo no lixo quando estou por aí.Acho que acosmutei e também me sinto bem.

Enfim...Muitas coisas por aqui.O post dos filmes está ótimos, adorei mesmo.Somente dois da lista não assisti ainda (Wall-E e Imagine eu e você).

Beijos Japuska

;D