sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Simplesmente amar.

Uma música me chamou muito a atenção neste Natal. Eu confesso que andava desanimada em partes na questão religiosa e essa música me fez pensar um pouco em certas coisas, não que eu tenha conseguido a resposta, mas já é uma busca por ela. Ahh é, e finalmente li O monge e o executivo, o que também me fez refletir bastante, mas vou deixar para outro post. É uma confusão de pensamentos que estou colocando em ordem. Mas, enfim... Não importa o seu paradigma. Simplesmente ame. Essa é a mensagem que cada vez mais me convenço que dá certo, mas que também é a mais difícil.

"O amor nasceu em meio ao frio de uma noite
Sem um lugar para ficar...Desaconchego sim
Palhas para deitar e ao seu redor os animais que ali moravam
Mesmo sendo Rei, pobre se fez, só por amor

Simplesmente amar, é o que importa para quem quiser servir
Simplesmente amar, é a condição maior suprema do servir
Eis a verdadeira vocação: Simplesmente amar

O amor cresceu em meio a nós e ao homem se igualou
Não procurou seus interesses, não...
Do próximo quis lavar os pés como sinal de igualdade
Na cruz se entregou e perdoou só por amor

Como dizer "Senhor te amo" sem mesmo vê-lo.
E ser incapaz de amar o outro que está ao lado se poder ver ?!
O que não ama e não conhece a Deus,
Porque Deus é amor!"
(Simplesmente amar, Vida Reluz)

3 comentários:

Carol disse...

Seu blog tá mara bonita! *--*
Visu novo fico style!
Beeijo.

amanda. disse...

Carol =')

sdd du cee,mara!

Claudia disse...

Aguardarei seus comentários sobre o monge e o executivo...